30 março 2004

A Crunha, cidade espanhola

GERMÃO DAUZ

     Pergunta-se (mui inocentemente) um como devem estar as cousas no PSOE da Galiza como para que dous alcaides do mesmo partido (o crunhês Paco Vázquez e o santiaguês Sánchez Bugallo) se andem enviando recíprocas indirectas inçadas de acusações bastante sérias (quase sempre na mesma direcção), e como deve de estar agindo um deles (Vázquez) na 'questão galega' como para que o outro (que não destaca polo seu galeguismo) lhe recrimine tal atitude. "Restringe [Paco] o interesse geral ao que lhe toca à Crunha e ao Estado, mas segue sem ter uma ideia da Galiza". Certamente a diagnose de Bugallo é fiel à realidade, mas pôde ter sido muito mais claro de dizer que Vázquez se considera alcaide duma cidade espanhola (eis uma das razões polas que se gaba tanto de ser o "alcalde de los alcaldes"), não duma cidade galega.

     Para o regedor crunhês, a Galiza é bem um acidente, bem um capricho dos nacionalistas. O modelo ideal não é a Espanha dividida em 17 comunidades autónomas mais Ceuta e Melilha (já nem lhe falar do federalismo!), mas a Espanha dividida em 50 províncias e as duas cidades autónomas. Se a Paco pouco lhe importa a Galiza (embora seja só a Galiza que a Espanha reconhece como tal), a província da Crunha sim que a respeita, e por isso fez tudo o possível porque o governo da Deputação da Crunha estiver em mãos dum dos seus fieis: Salvador Fernández Moreda. Porquê? Talvez porque as províncias são ivento dos nacionalistas espanhóis. Quiçá também porque a cidade da Crunha é a capital da província da Crunha, enquanto a cidade de Santiago de Compostela (sita na mesma província) é a capital da Galiza. E falando disto, surge o único tema no que Vázquez teve interesse na Galiza: a questão da capitalidade. Após de Braga, Compostela fora a capital da Galiza até que a dinastia dos Áustrias lhe concedeu o privilégio à Crunha em pago ao seu apoio. Na Crunha surgiu do melhor que teve o galeguismo, mas também é a cidade mais espanholista do país, facto evidenciado quando no franquismo se estruturou o nacionalismo arredor de Compostela, a cidade universitária galega por excelência. Deslocar a capitalidade à Crunha seria diluir o nacionalismo e a Galiza histórica no espanholismo que (por desgraça) impera na cidade do golfo Ártabro. Uma estratégia mui clara que para Pérez Touriño (secretário geral dos socialistas galegos) simplesmente são "as cousas de Paco". Enfim... país!


Paco Vázquez, alcaide da Crunha.


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

25 março 2004

Efemérides do dia



  • 1655. Christian Huygens descobre Titã, satélite de Saturno.
  • 1752. Afundimento da maior parte da catedral de Buenos aires. Após da sua reconstrução seria re-aberta exactamente 39 anos depois, o 25 de março de 1791.
  • 1793. A Espanha declara-lhe a guerra à França.
  • 1810. As tropas de Napoleão ocupam o Vale de Arã (território catalão de língua oficial occitana) na Guerra do Francês.
  • 1821. Grécia celebra a sua independência do Império Otomano após da guerra encetada na vaga revolucionária romântica de 1820.
  • 1824. Pedro I jura no Brasil uma Costituição liberal.
  • 1825. A Novena Sinfonia de Beethoven é interpretada pola vez primeira em Londres.
  • 1835. Aparecem os primeiros Contos de Hans Christian Andersen.
  • 1876. Primeira competição ciclista da história em Cambridge para estabelecer o récord da hora.
  • 1908. Nasce uma das equipas míticas do Brasil, o Clube Atlético Mineiro, no estado de Belo-Horizonte (Brasil). Como homenagem, uma modesta equipa da costa galega tem o mesmo nome (joga na quinta categoria, Regional Preferente-Norte).
  • 1924. Jorge de Grécia é derrocado e proclama-se a república.
  • 1828. O general Carmona vence nas eleições presidenciais portuguesas.
  • 1917. O governo reformista de Kerensky abole a pena de morte em Rússia. Após da Guerra Civil será restituida.
  • 1933. Suprimem-se os sindicatos livres na Alemanha.
  • 1937. O Egipto é admitido na Sociedade de Nações (antecessora da ONU).
  • 1939. O cardeal Eugenio Pacelli é designado Papa: Pio XII.
  • 1948. Proclamação da República da Índia.
  • 1953. Coroamento de Husein de Jordânia.
  • 1954. A RCA (Radio Corporation of America) fabrica o primeiro televisor a cor.
  • 1957. A Bélgica, a Holanda e Luxemburgo (BENELUX); a Itália, a França e a República Federal Alemana assinam o Tratado de Roma através do que se cria a Comunidade Económica Europeia (CEE).
  • 1962. Atentados do OAS na Algéria: 110 mortos e 147 feridos. O Desportivo da Crunha, após cinco anos na Segunda Divisão, retorna à elite do futebol espanhol.
  • 1968. Começa a revolução estudantil do Maio Francês ou Maio do 68.
  • 1970. Primeiro voo supersónico do Concorde. Bangladesh (de maioria muçulmana) proclama-se república independente da antiga colónia britânica da índia.
  • 1975. O rei Faisal de Arábia Saudita é assassinado por um sobrinho perturbado mental.
  • 1992. É enterrado Ricardo Portela Bouças, considerado como um dos melhores gaiteiros galegos.
  • 1996. O Comité Veteriário da UE proíbe as exportações de vacuno britânico e dos seus produtos derivados por mor da enfermidade das vacas tolas. O Parlamento Galego considera drogas o alcol e o tabaco e, aliás, aumenta aos 18 a idade mínima para poder mercar estes produtos.
  • 1997. A UNESCO declara património da humanidade a capital da Galiza, Santiago de Compostela.
  • 1999. A Comissão de Apelação da Câmara dos Lores (Reino Unido) rechaça pola segunda vez a imunidade do general Augusto Pinochet. O italiano Romano Prodi é designado presidente da Comissão Europeia.



Ricardo Portela Bouças, gaiteiro.
Ricardo Portela Bouças, galego.
.



........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

24 março 2004

Em Portugal, nem todos se esquecem de nós

     Colo cá um artigo ao que pude aceder através da listagem das Línguas Minoritárias e publicado na edição minhota do Público num desses pouco freqüentes casos nos que se fala na imprensa portuguesa do problema lingüístico galego.
Tão perto do galego

ANTÓNIO GONÇALVES
     Os dados referentes ao número de línguas existentes no planeta, cerca de seis mil, dão conta da diversidade que caracteriza esse instrumento de comunicação entre os homens. Umas mais do que outras - e lembrando que existem casos de línguas que já passaram à história - em função, também, do correr dos tempos e das civilizações, a Torre de Babel simbolizada nos escritos bíblicos não está tão distanciada da realidade como se poderia pensar. Mesmo que seja relativamente fácil para um turista inglês, ou que fale a língua de Shakespeare, ser entendido em alguns trilhos de, por exemplo, terras tailandesas.
     O que não existe, de facto, é uma única língua para toda a humanidade, mesmo que se tenham registado tentativas, algo mergulhadas em utopias, de se construir uma. Ainda a propósito da repartição das línguas pelos falantes, assiste-se a um decréscimo da língua inglesa e as projecções apontam para que, dentro de meio século, o panorama mundial de mais outras três línguas seja razoavelmente equivalente (o que se fala por terras chinesas é, claro, um caso à parte): espanhol, mais concretamente o castelhano, a dupla hindi/urdu - concentradas na península indiana - e o árabe.
     Estas tendências não conduzem, de imediato, à aniquilação das línguas menos faladas e, no caso do português, a tendência para aquele período de tempo é de relativa estabilidade em face da dimensão das populações jovens (dos países que não Portugal) que a utilizam. Mas também será de registar outras línguas emergentes, embora não as possamos tratar nas mesmas escalas. Bem próximo de nós - e igualmente no tempo - é o que se passa com o galego, saído do tronco do galaico-português, e olvidado durante largas extensões temporais.
     A língua de Rosalia de Castro e Álvaro Cunqueiro, só para mencionar dois vultos que seria pecaminoso não indicar, tem uma explosão no último quartel do século passado e, de quase envergonhada, passa a ser envergada pelos autores galegos. As alterações políticas em Espanha não se podem dissociar desse facto, que desembocaria na normalização da escrita do galego (embora continue a não ser unânime a sua aceitação generalizada, algo que está para além dos horizontes desta crónica).
     O plano editorial correu em paralelo a essa proliferação e, como seria normal, despontaram alguns autores no âmbito da literatura. Para os conhecer, o mais recente número (13) da revista "Mealibra", do Centro Cultural do Alto Minho, dá uma ajuda e permite uma leitura interessante do panorama literário mais recente na Galiza. Uma pequena antologia, coordenada por Carlos Quiroga (Universidade de Santiago de Compostela) e com extractos da obra de 26 escritores, é matéria que não se pode desperdiçar, quanto mais não seja para olharmos - e lermos - o que se produz a uma distância de uma ou duas centenas de quilómetros. E para "que a tua boca nom se encha de terra / quando tenhas que falar de luz", como refere um poema do viguês Marcos Abalde.

PÚBLICO, 12/03/2004




Capa do último número da Mealibra.



........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

U-lo AVE?


     Depois de nos terem prometido aos galegos que teríamos o trem de alta velocidade AVE (Alta Velocidade Espanhola), agora a comisária Loyola de Palacio (do PP) vem-nos de dizer que não haverá dinheiro para ele, especialmente no caso do trecho Luviám-Ourense que permitiria melhores (embora desnecessárias por ser prioritárias as interiores) conexões com a meseta castelhana. Pouco a pouco as fabulosas inversões (que já estavam previstas, olho!) do Plano Galiza estão-se a esvair no ar.





........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

Efemérides do dia



  • 1430. Nasce Mohammed II O Magnífico, sultão da Turquia.
  • 1455. Morre o papa Nicolau V.
  • 1603. Morre Isabel I, rainha da Inglaterra. Jacobe I é proclamado como o seu sucessor.
  • 1809. Nasce Mariano José de Larra, escritor e jornalista espanhol.
  • 1815. O rei da Espanha, Fernando VII, cria a Orden de Isabel la Católica para recompensar a quem se distinguisse polo seu serviço à Espanha nas colónias americanas.
  • 1849. O ex-rei da Sardenha, Carlos Alberto, foge a Portugal após ter abdicado a favor do lombardo Vítor Manuel II no processo de unificação da península itálica.
  • 1871. Proclamação da Comuna em Marselha (Occitânia).
  • 1874. Nasce o famoso ilusionista Harry Houdini.
  • 1887. Robert Koch explica em Berlim o descobrimento do bacilo da tuberculose (bacilo de Koch). Nasce o actor Fatty Arbuckle.
  • 1901. Nasce o caricaturista holandês Ub Iwerks.
  • 1905. Morre Jules Verne, novelista francês (Volta ao mundo em 80 dias, Os filhos do capitão Grant na América do Sul, Viagem ao centro da Terra...).
  • 1911. Nace Joseph Barbera, que com William Hanna formaria a produtora de debuxos animados Hanna&Barbera.
  • 1919. Nasce o autor e editor estado-unidense Lawrence Ferlinghetti.
  • 1926. Nasce o dramaturgo italiano Dario Fo.
  • 1934. As ilhas Filipinas convertem-se em Estado independente.
  • 1939. O mariscal francês Philippe Pétain (colaborador dos nazistas), reconhece o governo ditatorial e fascista de Francisco Franco.
  • 1976. Numa acção brutal, as forças militares depõem presidente Perón.
  • 1981. Nas covas de Palop (Alacante - Países Catalães) descobrem-se pinturas do período Neolítico.
  • 1988. O laborista Joe Bossano ganha as eleições legislativas em Gibraltar (Reino Unido).
  • 1989. O petroleiro Exxon Valdez verte 240 mil barris de petróleo nas costas de Alasca (EUA).
  • 1999. Começam os bombardeios da OTAN em Jugoslávia.



Jules Verne, novelista francês.


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

23 março 2004

Efemérides do dia



  • 1534. Henrique VIII de Inglaterra é excomungado por se querer divorciar de Catarina de Aragão. Este facto será clave para o cisma anglicano.
  • 1749. Nasce Pierre-Simon Laplace, sábio francês.
  • 1842. Morre o escritor francês Henrry Beyle Stendahl.
  • 1900. Nasce Erich Fromm, psicanalista germano-estadounidense.
  • 1905. Nasce Paul Grimault, realizador de filmes de animação.
  • 1910. Nasce o cineasta japonês Akira Kurosawa (Os sete samuráis é o seu filme mais conhecido em Ocidente).
  • 1919. Mussolini funda os fascii di combattimento em Milão.
  • 1937. Nasce o médico estado-unidense Robert Gallo, co-descobridor do vírus da SIDA.
  • 1944. As SS nazistas matam 335 pessoas em Ardeatinas (Roma).
  • 1956. Proclamação do Paquistão como república islâmica.
  • 1971. Golpe de Estado na Argentina contra o presidente Roberto Levingston.
  • 1980. Morre Alfred Hitchcock, cineasta britânico-estadounidense (Psicose, Os pássaros...).
  • 1989. A Hungria legaliza o direito de greve, sendo (após a Polónia) o segundo país da Europa do Leste em fazê-lo.
  • 1996. Lee Teng-Hui converte-se no primeiro presidente de Taiwan elegido democraticamente.



Carátula em inglês do filme
Os sete samurais.


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

19 março 2004

Efemérides do dia



  • 1279. Vitória da Mongólia sobre a China e fim da dinastia Song.
  • 1500. Pedro Álvares Cabral parte com 13 naves à volta das Índias.
  • 1727. Morre o físico, matemático e astrónomo britânico Isaac Newton.
  • 1809. Nasce o escritor catalão Josep Bernat i Valdoví.
  • 1812. Nas Cortes Constituintes de Cádiz (Andaluzia) queda proclamada e jurada a primeira Constituição espanhola, conhecida polo sobrenome de La Pepa, por ser o dia de São José no calendário cristão.
  • 1882. Coloca-se a primeira pedra do templo catalão Sagrada Família (ainda sem rematar), obra de Antoni Gaudí.
  • 1915. Plutão é fotografado pola primeira vez, mas não é reconhecido como um planeta.
  • 1920. O Senado dos EUA rejeita o Tratado de Versalhes (acordado após a I Guerra Mundial).
  • 1933. Aprovada a Constituição portuguesa que dará lugar ao Estado Novo. Os nazistas inauguram o seu primeiro campo de extermínio.
  • 1934. A Câmara de Representantes dos EUA aprova a concessão de independência às Filipinas.
  • 1936. Nasce Ursula Andress, actriz suíça.
  • 1944. A Alemanha ocupa a Hungria.
  • 1949. A República Democrática da Alemanha (Alemanha oriental, comunista) aprova a sua Constituição.
  • 1955. Nasce Bruce Willis, actor estado-unidense.
  • 1962. A França concede-lhe a independência a Algéria segundo os Acordos de Évian. Far-se-á efectiva o 3 de julho.
  • 1972. A Índia e o Bangladesh assinam um Tratado de amizade e de mútua defesa.
  • 1982. Tropas argentinas desembarcam na Ilha de Geórgia do Sul. Este facto fará que o 2 de abril o Reino Unido intervenha para reocupá-la (Guerra das Malvinas).
  • 1984. O Iraque e Jordânia assinam um tratado delimitando as suas fronteiras.
  • 1987. Morre Louis de Broglie, físico francês e prémio Nobel no 1929.
  • 1995. Uma seita faz um atentado com gás sarim no metro de Tóquio, atingindo 5.000 pessoas.
  • 1996. Após de 4 anos de ocupação sérvia, Sarajevo volve ser uma cidade unida.
  • 2003. Começa a II Guerra do Golfo, acordada nos Açores dias antes polos governos dos EUA, do Reino Unido e da Espanha.



Vista da Sagrada Família.


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

18 março 2004

Um novo tempo nos meios de comunicação públicos?

GZ

     A vitória do PSOE nas eleições espanholas tem de pôr fim a todas as aberrações e abusos de poder feitos polo PP nos seus últimos 4 anos de maioria absoluta e autoritária. Entre as medidas a tomar poderíamos citar a desmobilização das tropas no Iraque, a suspensão do Plan Hidrológico Nacional, a retirada da Ley Orgánica de Calidad de la Enseñanza, a recuperação da concórdia social, a impulsão duma reforma da estrutura do Estado (de ilusões também se vive), etc. Talvez pola minha própria profissão, uma questão tem-me sensibilizado dum jeito especial: a gestão dos meios de comunicação públicos. Na Espanha (e isto é aplicável a outros países), o Governo incide nos meios de comunicação públicos em três níveis (outros autores poderiam fazer uma classificação diferente e igualmente válida):

     O primeiro e mais evidente é também o meis nojento pola falácia que contém: o económico. Faz-se a lei do "quem paga manda" ou, neste caso, de não travar a mão que alimenta. A falácia é dupla porque, por uma banda, os MCP pagamo-los todos os contribuintes (sejamos depois consumidores desses MCP ou não), mas o dinheiro nosso que vai à Fazenda do Estado é assumido por este como próprio e, pois, na contra de sermos nós (os cidadãos) quem tenhamos a voz, a voz tem-na o Estado. A segunda vertente da falácia reside na natureza do Governo do Estado, que não é eleito por todos os cidadãos, mas por uma parte (maior ou menor) deles. Os MCP não estão, pois, dando-lhe voz a todos os actores sociais: apenas aos que elegeram tal ou qual Governo.

     O segundo nível é a própria legislação, que lhe dá ao Governo um papel preeminente à hora de designar os quadros dirigentes dos MCP, que serão quem condicionem as linhas de trabalho.

     Num terceiro nível (e derivado do anterior) estariam essas pautas de trabalho assinaladas polos quadros dirigentes (ou seja, indirectamente estabelecidas polo Governo, pois esses dirigentes são 'homens do Governo'), principalmente no que tem a ver com a agenda do meio (o que é notícia e o que não, o que se mostra e o que se oculta) e com o estilo (como se conta o que se conta, que aspectos são os mais relevantes e quais os secundários). Quando o meio discrimina sempre determinados temas (quer dizer, não estão na sua agenda) está ocultando informação e dando uma imagem sesgada do real; quando sobredimensiona uns aspectos ou ignora outros (estilo), poderíamos falar (segundo o caso) de desinformação ou de manipulação.

     Foi precisamente nestes últimos 4 anos do PP (lembremos: com maioria absoluta) que vimos com maior claridade, com total impunidade e indignação dos profissionais, um fortíssimo influxo governamental neste último nível analisado. E não faço esta afirmação situando-me numa tendência política oposta ao Governo do PP, mas sob a luz dos factos: denúncias e greves dos trabalhadores dos MCP, protestas cidadãs pola má cobertura informativa de determinados acontecimentos, mal-estar em todos os partidos políticos (agás o PP) e meios de comunicação do Estado (agás os afins ao Governo), etc. Quiçá o facto mais evidenciador tevesse como protagonista o director de informativos de TVE, Alfredo Urdaci, condenado a emitir num informativo a sentença judicial que condenava a sua atitude de vulnerar os direitos sindicais dos trabalhadores do ente público estatal na última greve geral e por manipulação informativa, vergonhoso episódio insólito na Europa democrática.

     O PSOE, num gesto que o honraria se deveras o cumpre, prometeu converter os MCP (TVE, RNE, etc.) em espaços plurais a imagem e semelhança da BBC (curiosamente, o "modelo ideal" de Urdaci antes de ter tão importante posto). O câmbio é necessário, e não apenas porque não se esteja a cumprir a funçao de serviço público, mas pola função (mui importante) dos meios como mediadores da informação e criadores da realidade (quer dizer, intérpretes do real). Isto antolha-se-me fundamental à hora de dar uma visão plural e veraz (que não 'objectiva', que nunca pode ser meta) dos factos que contribua a criar opinião (mas não 'a opinião' ou 'uma opinião'). Do jeito no que vêem funcionando os meios sob controle do Governo, praticamente eram uns 'papagaios' oficiais ou 'propagandistas' do Governo.
     Mas o PSOE não pode cair no erro de querer fazer o câmbio só ou, no seu defeito, apenas em conjunto com o PP: tem de recorrer ao Parlamento, que é onde estão os representantes eleitos dos povos da Espanha.


Alfredo Urdaci, manipulador
de informativos da TVE.



........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

Efemérides do dia



  • 1227. Morre Honório III, Papa.
  • 1455. Morre o pintor Fra Angèlico.
  • 1526. O rei da França, François I, volta a Paris após do cativeiro sofrido em Madrid.
  • 1690. Nasce Christian Goldbach, matemático alemão.
  • 1700. Cria-se a Academia das Ciências de Berlim.
  • 1785. Um absurdo edicto imperial proíbe bailar o valse em Viena.
  • 1858. Nasce Rudolf Diesel, inventor do motor do mesmo nome.
  • 1869. Nasce Neville Chamberlain, primeiro ministro britânico entre 1937 e 1940.
  • 1871. Começo do sublevamento da Comuna de Paris.
  • 1874. Através dum Tratado, Hawaii recebe direitos de comércio com os EUA.
  • 1922. As autoridades britânicas condenam a 6 anos de cárcere o secesionista hindu Mohandas Karamchad (Mahatma Gandhi).
  • 1927. Nasce George Plimpton, escritor (falecido em 2003).
  • 1932. Nasce John Updike, escritor estado-unidense.
  • 1938. Nacionalização do petróleo no México. Terceiro e último dia do mais devastador dos bombardeios fascistas que na Guerra Civil espanhola padeceria Barcelona.
  • 1940. Hitler e Mussolini reunem-se em Brenner.
  • 1949. Publica-se o texto da formação da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte). Nasce Rodrigo Rato, actualmente ministro de Economia em funções do PP.
  • 1959. Hawaii converte-se no quinquagésimo estado dos EUA, facto que se oficializaria o 21 de agosto. Nasce Luc Besson, realizador francês.
  • 1962. Os Acordos de Évian reconhecem a independência da Algéria a respeito da França.
  • 1965. O astronauta soviético Alekséi Leonov converte-se no primeiro homem em fazer um 'passeio espacial'. Morre Faruk I, rei do Egipto.
  • 1975. O Reino Unido integra-se no Mercado Comum Europeu (MCE).
  • 1983. Morre no exílio Umberto II, rei da Itália.
  • 1986. François Mitterrand escolhe a Jacques Chirac como chefe de Governo.
  • 1995. Jaime de Marichalar casa com a infanta Elena de Borbón em Sevilha.
  • 1997. Morre Willem de Kooning, pintor estado-unidense.
  • 2001. Morre John Philips, músico dos The Mamas and the Papas. Segunda volta das eleições municipais da França.



Fra Angèlico



........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

17 março 2004

Efemérides do dia



  • 185. Morre o imperador romano Marco Aurélio.
  • 1584. Morre Ivão O Terrível, czar russo.
  • 1776. O exército britânico retira-se de Boston, facto que o 4 de julho daria lugar à proclamação da independência dos EUA.
  • 1782. Morre o matemático suíço Daniel Bernoulli.
  • 1808. Produz-se em Aranjuez um motim contra Godoy, valido do rei espanhol Carlos IV (e suposto amante da mulher deste).
  • 1834. Nasce T. Daimler, inventor do motor de explosão.
  • 1861. Formação do Reino de Itália.
  • 1936. Decreta-se a disolução da Falange Española de las JONS, formação de extrema-direita criada por José Antonio Primo de Rivera.
  • 1948. Cria-se em Genevra a Organização Marítima Internacional (OM). A França, o Reino Unido e os países do BENELUX (Bélgica, os Países Baixos e Luxemburgo) assinam o Tratado de Bruxelas, precursor da OTAN.
  • 1951. Nasce Kurt Russell, actor.
  • 1955. Morre Gary Sinise, actor estado-unidense.
  • 1957. Morre Ramon Magsaysay, presidente filipino.
  • 1959. O 14º Dalai Lama foge do Tibete cara a Índia.
  • 1962. Põe-se fim à guerra de Algéria com um princípio de acordo sobre a independência da ex-colónia francesa.
  • 1964. Nasce o actor Rob Lowe.
  • 1966. O submarino ALVIN acha uma bomba de hidrógeno dos EUA em Palomares (na costa mediterrânea espanhola). O pânico provocado fará que o ministro de Informação e Turismo, Manuel Fraga Iribarne, dê um banho lá para espantar temores. Suspeita-se que essa foi a causa do seu cancro de pele.
  • 1967. Nasce o rockeiro Billy Corgan.
  • 1969. Golda Meir converte-se na primeira mulher em ser primeiro ministro de Israel.
  • 1972. Nasce Mia Hamm, considerada a melhor futebolista feminina.
  • 1984. O pintor catalão Antoni Tàpies ganha o Prémio Rembrandt.
  • 1991. Morre a fascista Pilar Primo de Rivera y Sáenz de Heredia, fundador da secção feminina da Falange Española.
  • 1992. A República Sudafricana põe fim, através dum referéndum, ao regime de apartheid.



Antoni Tàpies



........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

16 março 2004

A TVG: serviço público?

EDUARDO PAIS

         Principalmente por estarmos em ano Jacobeu (mas não só), teriamo-nos de perguntar se a Compañía de Radio-Televisión de Galicia (CRTVG) está verdadeiramente a funcionar como um serviço público. Está-o sendo ou não? Eis a grande pergunta.

         Talvez para podermos decidir uma resposta para a pergunta formulada, tenha de dar explicação sobre o que é serviço público. Definições há muitas, e o único que as diferencia (acredito) são os diferentes matizes que nos oferecem, havendo entre umas e outras diversas lacunas que, apesar de tudo, não são tão grandes como para nos impedir ver o facto a definir. A grosso modo, eu diria que a função serviço público aplicado à CRTVG seria exigir-lhe o mesmo que se lhe exige em Portugal (1): contribuição à coesão nacional e á salvaguarda da identidade cultural. Aprofundarmos mais polo miúdo no tema exigiria falar das políticas de comunicação e de identidade cultural, mas isso deixo-o ao gosto do leitor [português | espanhol].

         Está cumprindo a CRTVG essa função? A revista TEMPOS Novos dedicara um interessantíssimo monográfico a analizar a programação da TVG (nº. 74: 'A Galicia da TVG'), evidenciando-se a falta de compromisso do ente público galego com as premissas aglutinadas sob a denominação de serviço público. A língua (o galego no nosso caso), é o elemento que para muitos teóricos encarna como nengum outro a identidade cultural dum povo, abonda lembrarmos (mas criticamente) a frase de Pessoa "a minha pátria é a língua portuguesa". Sendo assim, a marginação, maltrato e até desprezo da nossa língua na CRTVG evidencia que esta não cumpre como serviço público. Mas não apenas por isso: numa aparente obsessão por acadar a rendibilidade económica (que um meio público, pagado por nós, não deve ter como meta), margina músicos, cineastas e artistas em geral do nosso país em detrimento doutros e fora que, apesar de serem (alguns: nem sempre) de qualidade incontestável, não servem nem para ajudar à coesão nacional nem muito menos para a salvaguarda e difusão da nossa identidade cultural (o programa cultural para o Jacobeu de Pérez Varela é mui revelador desta sensibilidade [1, áudio | 2, ANT | 3, ANT]).

         Os galegos medianamente críticos e preocupados polo nosso país teríamos de repensar a TVG e, de for preciso, exigir a sua desaparição e substituição por emissões/deslocações da RTP, que com certeza nos seria muito maior proveito (2).
(1) Nuno Albuquerque Morais Sarmento, Ministro da Presidência português em intervenção do 2002 sobre a Apresentação do Novo Operador e Serviço Público de Rádio e Televisão.
(2) 'Poesia e música, cultura e língua, país'. GZ



A CRTVG, todo um exemplo do
que não é serviço público



........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

Sabotagens selectivas?


RAMOM FÓRNEAS

     Existem no Reino da Espanha sabotagens selectivas a meios de comunicação independentes? Talvez seja pensar mal a mantenta, porém, colo aqui uns trechos dum artigo que se pode consultar na página Web de Galicia Información.

Unha misteriosa avaría de Dinahosting deixa fóra de servicio Galicia Información desde o 11-M


     Nun correo electrónico remitido a GI o día 12, Dinahosting explica que "el número de conexiones a la red de Telefónica dados los ataques sufridos ayer en Madrid se ha multiplicado por ocho los días 11 y 12 de Marzo. Este hecho está provocando una sobrecarga de sus redes causando problemas de conectividad que afectan a múltiples sitios web. Telefónica, con su habitual servicio de atención al cliente, se niega a proporcionarnos más información y, por supuesto, a darnos ningún tipo de solución a estas incidencias. Determinados clientes de Dinahosting se están viendo afectados por estos hechos ya que no pueden acceder a sus sitios web, correo etc.".
(...)
     A Asociación de Internautas informou o día 14 da existencia de problemas de navegación imputables a Telefónica. No entanto, foron varias as webs de información alternativa (...) que foron atacadas desde o fatídico 11-M (entre elas Rebelión e La Haine (...). (...)



Galicia Información, um dos mais conhecidos
meios independentes do nosso país.


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

Efemérides do dia



  • 454. Morre Valentiniano III, imperador romano.
  • 1865. Nasce Maxim Gorki, escritor russo.
  • 1867. Publica-se o primeiro número do jornal ultra-direitista espanhol El Imparcial.
  • 1918. Nasce Frederick Reines, prémio Nobel de Física no 1995.
  • 1926. Nasce Jerry Lewis, actor estado-unidense.
  • 1929. Fecha a Universidade de Madrid após as manifestações de estudantes contra o Governo.
  • 1930. Morre Miguel Primo de Rivera, ex-ditador espanhol. O seu filho José Antonio Primo de Rivera seria o fundador da Falange, formação da extrema-direita que ainda vive, embora sob diferentes denominações.
  • 1935. O Governo nazista rechaça o cumprimento das cláusulas militares do Tratado de Versalhes, reivindicando a liberdade de acção sobre o rearme do exército alemão.
  • 1936. Nasce Francisco Ibáñez, criador (entre outros) dos personagens cómicos Mortadelo y Filemón (conhecidos por Salamão e Mortadela em Portugal e Mortadelo e Salaminho no Brasil).
  • 1939. Morre a escritora sueca Selma Lagerlof, prémio Nobel de Literatura no 1909.
  • 1940. Nasce Bernando Bertolucci, cineasta italiano.
  • 1944. O mosteiro de Monte Cassino (no sul da Itália) fica devastado bombardeio encetado polos aliados o dia anterior.
  • 1979. Morre Jean Monnet, político francês e primeiro presidente da Comunidade Europeia do Carvão e do Aceiro (CECA), germolo da actual UE.
  • 1988. O general Noriega evita um golpe de Estado no Panamá.
  • 1995. Gerry Adams, líder do Sinn Féin, reúne-se pola vez primeira com o presidente dos EUA, Bill Clinton.
  • 2003. George W. Bush (presidente dos EUA), Tony Blair (primeiro ministro britânico) e José María Aznar (presidente da Espanha) reúnem-se nos Açores (o Trio dos Açores) com a conivência do primeiro ministro português (Durão Barroso) para acordarem a invasão do Iraque.



"Ninguém pode livrar os homens da dor, mas ser-lhes-á
perdoado àqueles que fagam renascer o valor para o suportar
".
Selma Lagerlof.


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

15 março 2004

"Galego coma ti"

GERMÃO DAUZ
     Gostaria de saber se fui eu o único incauto-suposto-votante-galego que recebeu na sua casa a propaganda do PP numa única versão em castelhano. Mentres que PSOE e IU a mandaram bilingüe (com muitas gralhas, isso é certo), o partido do "Galego coma ti" somente ma enviou na língua do Império Pequeno. Lia eu no último número de A Nosa Terra que Rajoy quisera eliminar do PP quaisquer traços 'galeguistas', e após da leitura do artigo de Ramom Fórneas um pouco mais abaixo destas linhas, pouca dúvida tenho de que o semanário nacionalista estava no certo.
     Esse antigaleguismo tão descarado não o notara até ontem (que foi quando me decidi a abrir as missivas que me enviaram os diferentes partidos) no PPdG. Será que um é 'novo' nisto de votar numas gerais? Será, talvez, que destas a propaganda foi cousa do PP e não da sua sucursal galega? Chi lo sà! O único que sei é que é possível que isso lhes fizera abrir os olhos a muitos galeguistas conservadores e votantes do PP. Bom, para que me pretendo enganar e enganar a quem me lê? Isto da língua não tem importância para os que assiduamente votam no PP. Rajoy apenas lhes dá o que pedem, e a nossa língua não está entre essas demandas.


Contra-propaganda do PePe de Ja.


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

A extrema-direita fracassou

     Até sete formações declaradamente da extrema-direita apresentárom a sua candidatura nas eleições do 14-Mç. Se o PP foi o grão perdedor, estes grupos fascistas fôrom os pequenos perdedores. Pomos aqui, e ordenados de maior a menor número de votos, os resultados destes partidos:
- Democracia Nacional (DN): 14.666 (0,06 %).
- Falange Española de las JONS (FE-JONS): 12.067 (0,05 %)
- Falange Española-La Falange (FE): 10.204 (0,04 %)
- Falange Auténtica (FA): 4.471 (0,02 %)
- España 2000: 4.241 (0,02 %)
- Alianza por la Unidad Nacional (AUN): 906 (0,004 %)

TOTAL: 46.622 (0,19%)

     Posto que estes partidos tinham candidaturas em todas as províncias, o seu fracasso resulta muito mais notável. O mais simples é pormos um exemplo: a coaligação nacionalista navarra Nafarroa Bai (Na-Bai, "Navarra Sim"), que aglutina Aralar (ecisão de Batasuna), EAJ-PNV e EA, conseguiu de 60.645 votos (0,24 % do total), bastantes mais do que juntas todas as formações fascistas acima enumeradas. O seu fracasso escreve-se com minúscula, pois assim de pequena é a sua relevância.


Logotipo da Falange Española de las JONS,
um dos grupos fascistas humilhados
nas eleições de ontem (14-Mç).


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

Efemérides do dia



  • 44 a. C.. Assassinato de Júlio César.
  • 1114. Afonso Henriques toma Santarém.
  • 1311. Última grande batalla dos almogàvers: vitória catalã contra os francos em Céfis (Grécia).
  • 1493. Cristóvão Colom desembarca no porto de Palos de Moguer após a 'descoberta' de América.
  • 1767. Nasce Andrew Jackson, sétimo presidente dos EUA.
  • 1851. Nasce em Berlim a luso-alemã Carolina Michaëlis de Vasconcelos, romanista e historiadora da literatura (galego-)portuguesa.
  • 1854. Nasce Emil Adolf von Behring, prémio Nobel de Medicina de 1902.
  • 1916. Um exército de 12.000 homens dos EUA (presidido naquela altura por Woodrow Wilson) entra no México para capturar o revolucionário indígena Francisco Pancho Villa (que será assassinado).
  • 1920. Nasce E. Donnall Thomas, primeira pessoa em realizar um transplante de medula óssea.
  • 1922. Celebra-se o I Congresso do Partido Comunista da Espanha (PCE).
  • 1939. A Checoslováquia desaparece como país, passando a ser o duplo protectorado alemão de Boémia e de Morávia.
  • 1957. Cria-se em Santo Domingo (República Dominicana) a Organização de Estados Ibero-americanos (OEI).
  • 1961. A UPA desencadeia os primeiros ataques a fazendas e vilas do norte de Angola.
  • 1975. Morrem Feisal (rei da Arábia Saudita) e Aristóteles Onassis (magnate grego).
  • 1978. As Brigade Rosse (Brigadas Vermelhas), grupo terrorista italiano, seqüestram em Roma o dirigente democrata-cristão Aldo Moro, que será assassinado com posterioridade.
  • 1986. Acoplamento da estação espacial soviética MIR com a nave Soyuz T-15.
  • 1990. Fernando Collor de Mello é elegido presidente do Brasil.
  • 1992. O partido democristão Convergència i Unió (CiU) obtém por terceira vez consecutiva a maioria absoluta nas eleições catalãs.
  • 1994. Os EUA e a Rússia chegam a um acordo para permitirem a mútua supervisão dos planes de desmantelamento do armamento nuclear.
  • 1996. Na ex-colónia espanhola de Guiné Equatorial é investido presidente Teodoro Obiang.


Algumas destas efemérides estão tiradas dum magnífico blogue, o Acuso.


Os almogàvers, a Grande Companhia Catalã.


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

11 março 2004

Raiva, dor, indignação... no future?

PENSA GALIZA

     A negra sombra do terrorismo volveu salferir a actualidade do Reino Unitário da Espanha. Mais uma vez. ETA conseguiu o seu maior êxito 'militar', e conseguiu-o acabando com quase dous centos de vítimas civis, por definição alheias aos factores directamente implicados no conflito basco. O que tem de pensar um quando vê isto? Melhor será não pensar...? Talvez, indignar-se por tudo.

     No momento no que se redigem estas linhas, não se conhece quem são os responsáveis, mas a morte e a destrução não precisam nomes, pois estão aí na nossa quotidiania, e seguramente neste caso o nome seja duma ETA que vem de assegurar o mais que provável triunfo de Mariano Rajoy nas eleições gerais do 14 de março. Como em muitos tempos e lugares, os terroristas procedem a a (re)armar ideológica ou argumentalmente o seu rival para sair novamente na actualidade, porque o afã de notoriedade é o que os move quando pior estão. São como meninhos que precisam chamar a atenção. E fazem isto a qualquer prezo, radicalizando o mais possível as posições do espectro político-social (nacionalismo espanhol vs terrorismo separatista) e eliminando as posições intermédias a prol do diálogo, bem fisicamente (caso de Ernest Lluch, PSC) ou bem politicamente (caso de Josep Lluís Carod-Rovira, ERC). Eles, os assassinos etarras, não querem o diálogo, porque são como lobos feridos e acorralados, capazes de se arrincar ou membro antes que aceitar a sua derrota e a sua soidade.

     Há uns meses, no fórum de Vieiros, uns indivíduos (se calhar era sempre o mesmo) enalteciam a luita armada como "o único caminho possível" para a "libertação do país". Essa gente apenas pode dar mágoa, pois vivem numa permanente ilusão, numa realidade paralela onde a população civil pode ser considerada 'objectivo militar'. Os mesmos que nos enchemos de raiva quando vemos/vimos as vítimas inocentes no Afeganistão, na Palestina, no Israel, no Iraque, em Haiti, em Uganda, etc., não podemos calar face esta barbárie, como tampouco podemos acreditar que as vítimas de hoje em Madrid tenhem maior valor que as vítimas doutros lugares ou tempos. Nenguma ideia justifica a morte dum ser humano. NENGUMA!

     Para os que acreditamos viver num país ocupado, submetido, colonizado... a única solução que podemos exigir necessariamente passa pola democracia (que não por aceitar o marco legal do ocupador) e pola oposição tanto a quem nos oprime como aos que desvirtuam a nossa pacífica e razoável luita. Quando a voz se lhe dá às armas e não às pessoas, cria-se uma dinâmica perigosa de inevitável sofrimento inútil. Inútil pola(s) vida(s) que se perde(m), inútil polo(s) resultado(s). O ódio gera ódio e as armas geram morte. A morte é fim, e com ela não há futuro.

     Porcos assassinos. Porcos cómplices. Porcos também os que perseguirão aos nacionalistas por este crime, nomeadamente a uma pessoa, Josep Lluís Carod-Rovira, por, supostamente, ter pactuado com os assassinos que matassem onde quigerem agás na Catalunha (u-las provas disso!?), obviando deliberadamente que a ETA, com ou sem reunião com o republicano, sempre tencionou atentar em Madrid em período de eleições espanholas. SEMPRE. Porcos os que mais uma vez utilizarão as vítimas com fins eleitorais ou partidárias; o primeiro já foi Rajoy, dizendo que agora "no toca hablar de otra cosa" e anunciando a fim da campanha do seu partido, que não dumas eleições que desde já estão marcadas e adulteradas polos criminais.

     Quem ganhou com este massacre? Bascos, galegos, catalães, espanhóis... não. Ganhou mais um argumento o nacionalismo espanhol para ignorar, desprezar, marginar e criminalizar as nossas legítimas reivindicações, afogando-as com a EspaÑa. Ganhou a ETA, porque aumenta a sua negra fama, porque o seu patetismo se viu ultrapassado por esta matança, porque faz ver que ainda respira e que TOD@S somos potenciais objectivos, e isso apesar de alguns compartilharmos a sua causa (direito democrático), mas nunca os seus métodos.

     Nem a unidade Espanhola se garantirá pola força das armas do seu patético e ridículo exército, nem a independência da Galiza/País Basco/Países Catalães se conseguirá vertendo o sangue do 'inimigo'.

     Hoje, como tantas outras vezes, sentimos nojo e mágoa. As conseqüências deste acto, deste 11-Mç (como nos EUA um 11-S), são visíveis desde já, mas outras (se quadra também duras) tardaremos algo mais em vê-las, mas não muito (começando polo dia 14). Não acreditamos na casualidade de ser hoje um dia 11 nem do facto de amanhã ter sido a data prevista para a fim desta interminável campanha eleitoral.

     E, por último, mensagem breve à ETA: traístes o socialismo, traísteis o povo basco. A vossa existência não sei se alguma vez tivo sentido (talvez na ditadura?), mas é evidente que hoje em dia sobrais. Ainda que só seja polo nulo benefício que fazeis a quem dizeis defender, ETA, desaparece já!


PensaGZ diz
"NÃO ao terrorismo"


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

Efemérides do dia



  • 1482. A Santa Inquisición nomeia Inquisidor a Tomás Torquemada.
  • 1931. Nasce em Austrália Rupert K. Murdoch, ainda dono do maior império mediático do mundo.
  • 1934. O nazista H. W. Goering cria a Luftwaffe, as Forças Aéreas alemãs.
  • 1960. Os EUA enviam ao espaço o Pioner V com a missão de chegar a Venus em 4 meses.
  • 1966. Golpe de Estado do general Suharto em Indonésia. O terço da população timorense seria exterminada polo seu Governo.
  • 1977. O Governo espanhol presidido por Adolfo Suárez decreta uma amnistia.
  • 1981. Num fraude democrático, Augusto Pinochet é reeligido presidente de Chile por mais 8 anos.
  • 1987. Helmut Kohl é reeligido Chanceler da RAF após a sua vitória nas eleições do 25 de janeiro.
  • 1990. A investidura de Patricio Aylwin em Chile põe fim a 16 anos de ditadura de Pinochet.



O povo de Timor-Lorosae tivo
de sofrer o genocídio de Suharto.



........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

10 março 2004

Obrigado, Mariano...

RAMOM FÓRNEAS

         ... pola tua sinceridade. Eu bem sabia que tu, com a Galiza, apenas tens relação na medida na que o teu pai era daqui e de que por estas esgrévias terras encetaste a tua carreira política. Tenhem-me chamado de tudo por afirmar este facto, e tenhem-me dito também que não sou ninguém para "expedir certificados de galeguidade" (livre-me Deus!). Que destas confirmasses que eu tinha (e tenho) razão é algo que nunca esquecerei.

         Tivem as minhas suspeitas quando o do Prestige (esse barquinho que passara polas nossas costas, deitara no mar quase sem querer milheiros de toneladas de fuelóleo, e que agora "é prehistória" -Fraga Iribarne dixit-, apesar de que se siga precisando gente para limpar as praias), quanto estavas comparecendo ante os meios e não percebias o que te perguntavam os jornalistas portugueses ("¿éste qué dice?"). Quando volveste há pouco à Galiza, já como candidatíssimo, também suspeitei ao dizeres que "ser gallego es mi forma de ser español", embora eu o teria muito mais claro de afirmares "ser español es mi forma de ser gallego". Mas hoje confirmaste-me o que apenas eram evidências, quando Iñaki Gabilondo ter perguntou que, para além do castelhano, em que línguas te poderias exprimir com correcção, e tu respondeste "en francés".

         Tinha eu razão, porque apesar de seres 'galego' (eu mais bem diria: "Gallego: adj. y s. De Galicia o relativo a esta región española.", para não confundir com "Galego: adj. e s. Da Galiza ou pertencente a esta nação europeia"), nem sentes o país nem conheces a sua língua (uma cousa leva à outra). Afortunadamente, Mariano, se chegas a presidente espanhol eu estarei mui feliz com o teu sucesso, porque gosto de que as pessoas cumpram os seus sonhos, máxime no teu caso, no que te poderás realizar perfeitamente como o que és, como espanhol.


Desde Pensa Galiza, e pola boca do Ramom,
os nossos melhores desejos para Marianito.



........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................




  • 1496. Cristóvão Colom volta a Europa após da sua segunda expedição transatlântica.
  • 1503. Nasce Fernando I, fundador do Império Austríaco.
  • 1848. Karl Marx é eleito presidente da Liga dos Comunistas de Paris.
  • 1854. Nasce em Pollença (ilha de Malhorca) o escritor em língua catalã Miquel Costa i Llobera
  • 1872. Morre Giuseppe Mazzini, escritor e partidário da unificação dos Estados italianos.
  • 1919. Começa o serviço telegráfico entre a Espanha e o Reino Unido.
  • 1922. Mohandas Karamchad, mais conhecido por Mahatma Gandhi, é arrestado polos britânicos acusado de separatista.
  • 1945. Num dos últimos episódios da II Guerra Mundial, trescentos aviões estado-unidenses devastam a cidade japonesa de Tóquio bombardeiando-a durante 6 horas.
  • 1952. O general Fulgencio Batista derroca o governo cubano para se erigir ditador até a sua queda em 1959.
  • 1955. Morre Alexander Fleming, médico britânico e descobridor da penecilina.
  • 1964. Nasce o príncipe Eduardo da Inglaterra.
  • 1985. Morre Konstantin Tchernenko, dirigente soviético. Só 4 horas depois será nomeado Mikhail Gorbatchov para sucedê-lo.
  • 1991. Uns 300.000 moscovitas aclamam a Bóris Eltsin e reclamam o cese de Gorbatchov como presidente da URSS.


DEFALLIMENT

Com la llarga acompanyada
d’un mort, que passa endolada,
tot callant,
així mes hores perdudes,
també endolades i mudes,
van passant.

Passen iguals que es confonen;
dins un abisme s’afonen
de tristor:
d’allà sortiran un dia
per mostrar-te, ànima mia,
sa buidor.

Ni un aucell, ni una floreta,
ni el verdejar d’una herbeta
dins l’hort meu.
Ma vida està desolada
com a vinya espampolada
i entre neu.

Senyor, que amb mà beneïda
de la mort fas brollar vida
per amor,
desperta el cor, que ja és hora:
un cor que canta o que plora,
viu, Senyor!

Ai! com llarga acompanyada
d’un mort, que passa endolada,
tot callant,
així mes hores perdudes,
també endolades i mudes,
van passant.


Miquel Costa i Llobera.



O Dr. Alexander Fleming,
descobridor da penecilina


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

09 março 2004

14-M: abstenção?

MARTINHO SEIXAS

     Alguns sectores do nacionalismo galego (e não só) estão promovendo a abstenção nos comícios do próximo dia 14. Nós-Unidade Popular explica bem a sua postura, e não lhes falta razão ao afirmarem que o programa doBNG não é suficente para a nossa nação ou que ganhe quem ganha as cousas seguirão mais ou menos igual.

     No entanto, eu acredito que os nacionalistas galegos temos de ir votar polo único partido galego que se apresenta a estas eleições e está capacitado para fazer algo. E acredito-o porque:

  • Embora sejam eleições espanholas, a Galiza também tem lá interesses: não esqueçamos de onde saem as leis e o dinheiro!
  • Os catalães irão votar, e partidos tão pouco suspeitosos de espanholismo como ERC concorrem também a estas eleições. Isto é porque os nacionalistas catalães vivem com os pés na terra e sabem que a independência não é o primeiro passo, mas o último eslabão duma cadeia perfeita que começa por "fer país".
  • Governe o PP ou governe o PSOE será mau para nós, por isso a presença notável dos outros partidos é mais urgente do que nunca, tanto para evitarmos um governo como o de González quanto um como o último de Aznar. E em relação com isto,
  • o voto polo único partido galego (ou no seu defeito, o mais inócuo mas não inefectivo voto em branco) será uma boa arma contra o bipartidismo. Tanto Rajoy quanto Zapatero estão lutando por obterem os votos dos partidos pequenos para não se verem condicionados polos nacionalistas. O voto aos partidos nacionalistas (e também no caso galego) é importante para a construção das nossas nações, seja em eleições espanholas, europeias ou o que forem.


     Eu assinalaria isso: a luita contra o bipartidismo e contra hipotéticas maiorias dos partidos espanhóis como uma razão para irmos votar maciçamente. Seguramente as opções que podamos votar não sejam as melhores, mas se tenhem possibilidades cumpre que as aproveitemos. Ou?


'Correcção' sobre o cartaz pola abstenção
da formação Nós-Unidade Popular.


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

Eleições, propaganda, lixo...


     Se recebeste na tua casa propaganda eleitoral dum partido do que não che interesse saber nada, na contra de tirares a missiva ao lixo ou de fazer com ela cousas mais estranhas, prova a marcar o quadradinho de reenviá-la ao seu autor (ou, de não o traer, escreve-o num lugar visível) e deposita-a na caixa de correios mais próxima ao teu domicílio. Queda mais explícito se, aliás, escreves uma mensagem como "Obrigado pola sua propaganda-lixo, mas não a desejo nestes momentos" ou "Mudo para a Galiza e não posso receber correio à 'Galicia'". Este acto simples pode-se complementar com o envio duma outra carta aos remitentes solicitando-lhes que, ao amparo da legislação vigente, procedam a borrar o seu nome da lista de pessoas que recebem propaganda do partido X.


Não a queimes: procura outra solução!



........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

Efemérides do dia



  • 1074. O Papa Gregório VII excomunga os sacerdotes casados.
  • 1451. Nasce o navegante Américo Vespuci, em cujo honor o alemão Martin Waldseemüller sugeriria América como nome para o Novo Mundo.
  • 1500. A flota do português Pedro Álvares Cabral sai do porto de Lisboa, numa expedição na que chegaria à descoberta do actual Brasil polos ocidentais, embora a sua intenção fosse ir a Calicuta.
  • 1678. A hoje cidade belga de Gante, então sob domínio espanhol, rende-se aos franceses.
  • 1820. O Borbão Fernando VII é obrigado a aceitar a Constituição liberal de 1812, encetando um período de três anos com um regime de relativas liberdades (triénio liberal) ao que seguiria uma década de absolutismo (década ominosa).
  • 1869. Morre Hector Berlioz, compositor francês.
  • 1917. Manifestação de operários em São Petesburgo, acontecimento que muitos consideram iniciador da Revolução Rusa.
  • 1934. Nasce Yúri Gagárin, oficial russo e primeiro astronauta da História.
  • 1945. A Indochina, colónia francesa, passa a ser ocupada polos japoneses.
  • 1955. Nikita Kruschev é nomeado secretário geral do Partido Comunista da União Soviética (PCUS). Encetaria um processo de melhora de relações com os EUA e acometeria uma crítica feroz ao estalinismo como "desviação do marxismo-leninismo".
  • 1965. A Guardia Civil espanhola mata a José Castro Veiga, O Piloto, um dos mais famosos guerilheiros antifranquistas galegos.
  • 1980. O EAJ-PNV (Eusko Alderdi Jeltzalea - Partido Nacionalista Vasco) ganha as eleições ao parlamento basco, sendo investido lehendakari (presidente) Karlos Garaikoetxea.




........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

08 março 2004

Efemérides do dia



  • 1669. O volcão Etna arrassa Catânia e várias aldeias vizinhas, causando a morte dumas 20.000 pessoas.
  • 1836. No Reino da Espanha, Juan Álvarez Mendizábal enceta o processo de desamortização de terras que leva o seu nome.
  • 1888. Morre o emperador Guillerme I de Alemanha.
  • 1897. Nasce o escritor catalão Josep Pla.
  • 1908. Numa fábrica téxtil de Nova Iorque morrem num incêndio provocado 129 mulheres que estavam fechadas para reclamarem melhoras laborais. Com o galho do facto instaura-se a celebração do Dia da Mulher Trabalhadora.
  • 1917. Morre Ferdinand Graf von Zeppelin , aviador alemão.
  • 1946. Criação do Banco Mundial, uma das instituições capitalistas por excelência.
  • 1965. O presidente Johnson, dos EUA, envia os primeiros contingentes a Vietnam, no que se considera o começo da guerra do mesmo nome.


A molts catalans els interessa Catalunya, però no hi creuen. Els passa exactament el contrari que amb la religió i l'altra vida: hi creuen, però no els interessa.

(A muitos catalães interessa-lhes Catalunya, mas não acreditam nela. Acontece-lhes exactamente o contrário que com a religião e a outra vida: acreditam nelas, mas não lhes interessam).

Josep Pla






Ferdinand Graf von Zeppelin.
.

........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

Adeus a Luísa Villalta


     A Morte, desde o começo dos Tempos, está pressente nas nossas vidas -paradoxo onde os houver-, e estará-o sempre. A Morte, como a vida, é inevitável, mas se quadra pola sua impiedade ou por significar um perpétuo adeus, foi personificada por mui diferentes culturas em mui diferentes tempos, e é por isso que às vezes falamos da Morte e não da morte, como falamos da vida e não da Vida. A Morte passa axexando durante as nossas vidas, constantemente, até que acha o momento ajeitado para nos levar a nós ou, no seu defeito, os nossos mais queridos congéneres, levem ou não o nosso próprio sangue.

     Antonte (6 de março de 2004) veu, de surpresa -como sempre faz-, e levou-nos Luísa Villalta, a quem quereríamos desde aqui ter despedido no seu dia e nos foi impossível. Bom, é um jeito de falar, pois não nos quereríamos ter despedido realmente dela, nem dela nem de tantas outras pessoas que gostaríamos fossem para sempre.

     Hoje às 13:00 será soterrada no cemitério de São Amaro na Crunha, sendo o funeral às 20:00 em São Pedro de Mezonço.

Mais...


Luísa Villalta (Crunha, 1957 - Crunha, 2004).
.

........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

05 março 2004

Efemérides do dia


  • 1770. Começa a guerra de independência dos EUA face os ingleses.
  • 1827. Morre Alessandro Volta, físico italiano e inventor da pilha eléctrica (pilha voltaica).
  • 1871. Nasce Rose Luxembourg, revolucionária alemã.
  • 1922. Nasce Pier Paolo Passolini, escritor e cineasta italiano.
  • 1933. O Partido Nazista alemão ganha as eleições.
  • 1940. O Politburó do PCUS (Partido Comunista da União Soviética) ordena a execução de 14.700 oficiais polacos na fraga de Katyn.
  • 1942. Nasce Felipe González Márquez, presidente do Governo espanhol entre 1982 e 1996.
  • 1953. Morre Josiph Vissarionovitch Zugasvili, Stalin, georgiano de nascimento e ditador na URSS.
  • 1970. Entra em vigor o Tratado de não-Proliferação de Armas Nucleares (TNP), após ter sido aprovado o 12 de junho de 1968.
  • 1977. O ex-ministro franquista Manuel Fraga Iribarne é nomeado presidente de Alianza Popular (partido que aglutinava o núcleo duro do regime ditatorial) no congresso constituinte do partido.
  • 1991. O Iraque libera todos os prisioneiros feitos na Guerra do Golfo.
  • 1995. Começa em Copenague a Cimeira Mundial sobre Desenvolvimento Social.



Edipo Re (Edipo Rei), uma das mais
conhecidas obras de Pier Paolo Passolini
.


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

04 março 2004

Informações sobre o I Fórum da Língua


     O 28 de fevereiro celebrouse o I Fórum da Língua na Faculdade de Filologia da Universidade de Santiago de Compostela.

     Tirárom-se bastantes cousas positivas deste evento, ainda que mui possivelmente haja que aguardar um tempo para ver se realmente é assim ou é uma simples ilusão. A minha impressão pessoal é que se plantárom algumas sementes que nas condições idóneas podem germinar. Mas o cuidado das sementes precisa uma atenção, um temple e uma doçura que não todos parecem capazes de assumir... cambiaria o Fórum esta prática?

Informações relacionadas com o Fórum:




........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

Efemérides do dia



  • 1493.- Cristóvão Colom é recebido em Lisboa polo Rei de Portugal após de voltar da sua primeira viagem às Índias.
  • 1606. A Corte espanhola volve a Madrid após ter-se deslocado a Valhadolid.
  • 1786. Nasce Agustina de Aragão (Agustina de Zaragoza i Domènech).
  • 1789. Entra em vigor a Constituição dos EUA, após mais duma década de debates, começando a funcionar o país como uma federação.
  • 1812. Após ser instituído nas Cordes de Cádiz, celebra-se o primeiro sorteo da lotaria.
  • 1832. Morre Jean François Champollion, o primeiro ocidental da época moderna capaz de descifrar os geroglíficos
  • 1847. Nasce Alexander Graham Bell, a quem se lhe atribuíu durante muito tempo a invenção do telefone, embora apenas se demostrou que pujo a patente.
  • 1852. Morre Nikolai Gógol, novelista russo.
  • 1860. Abraham Lincoln acede à presidência dos EUA.
  • 1869. Nasce Eugénio de Castro e Almeida, poeta e escritor português.
  • 1924. Mustafá Kemal Atatürk e a Assembleia Nacional Turca aprovam a abolição do regime de Califato.
  • 1969. Assassinam o guerilheiro Carlos Mariguela no Brasil.
  • 1983. Morre George Remi 'Hergé', debuxante belga criador de Tintin.
  • 1987. Ronald Reagan admite na polémica do Irangate que vendeu armas a Irã a câmbio de reféns.


O DILÚVIO

Há muitos dias já, há já bem longas noites
que o estalar dos vulcões e o atroar das torrentes
ribombam com furor, quais rábidos açoites,
ao crebro rutilar dos coriscos ardentes.

Pradarias, vergéis, hortos. vinhedos, matos,
tudo desapar'ceu ao rude desabar
das constantes, hostis, raivosas cataratas,
que fizeram da Terra um grande e torvo mar.

À flor do torvo mar, verde como as gangrenas,
onde homens e leões bóiam agonizantes,
imprecando com fúria e angústia, erguem-se apenas,
quais monstros colossais, as montanhas gigantes.

É aí que, ululando, os homens como as feras
refugiar-se vão em trágicos cardumes,
O mar sobe, o mar cresce. e os homens e as panteras,
crianças e reptis caminham para os cumes.

Os fortes, sem haver piedade que os sujeite,
arremessam ao chão pobres velhos cansados.
e as mães largam. cruéis, os filhinhos de leite,
que os que seguem depois pisam, alucinados.

Um sinistro pavor; crescente e sufocante,
desnorteia, asfixia a turba pertinaz:
ouvem-se urros de dor, e os que vão adiante
lançam pedras brutais aos que ficam pra trás.

Raivoso, o touro estripa os míseros humanos
que o estorvam, ao correr em fuga desnorteada,
e pelo ar tenebroso as águias e os milhanos
fogem, com vivo horror, daquela estropeada.

Cresce a treva infernal nos cavos horizontes;
o oceano sobe e muge em raivas cavernosas,
e as ondas, a trepar pelos visos dos montes,
fazem de cada vez cem vítimas chorosas!

Os negros vagalhões, nos bosques mais cimeiros.
silvam e marram já, em golpes iracundos;
resplendem raios mil em rútilos chuveiros,
e os corvos, a grasnar, desolham moribundos.

Blasfémias, maldições elevam-se à porfia;
fustigado plo raio, aumenta o furacão;
cada ruga do mar acusa uma agonia,
cada bolha, ao estalar, solta uma imprecação.

Cresce n mar, sobe o mar... e traga, rudemente.
da m ais alta montanha o píncaro nevado.
e um tremendo trovão aplaude a vaga arlente,
que envolve, ao despenhar-se, o último condenado.

Cresce o mar, sobe o mar, que já topeta os céus:
e, levada plo fero e desabrido norte,
sua espuma, a ferver, molha o rosto de Deus,
que lhe encontra um sabor nauseabundo de morte...

Cresce o mar, sobe o mar... Cada vaga é uma torre!
No céu, o próprio Deus melancólico pasma...
E, pelos vagalhões acastelados, corre
a Arca de Noé, qual navio-fantasma...


Eugénio de Castro e Almeida (Coimbra, 1869- Coimbra, 1944). Saudades do céu.





........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

02 março 2004

Sessenta anos de DNI


GERMÃO DAUZ

     Um dous de março de 1944 criou-se no Reino Unitário da Espanha o Documento Nacional de Identidad, mais conhecido polas siglas DNI. Actualmente é obrigatório obtê-lo desde os quatorze anos, embora se pode conseguir antes se se solicita. Ester cartão serve para "acredtiar la auténtica personalidad de su titular, constituyento del justificante completo de la identidad de la persona". A primeira parte da afirmação é lógica, mas a segunda deixa ver que sem DNI 'não se é uma pessoa completa', e como por riba para ter DNI cumpre pagar... suponho que poderia dizer-se que er um 'completo espanhol' tem o seu preço. Aliás, "servirá para acreditar, salvo prueba en contrario, la nacionalidad española de su titular".

     Resumindo: sem DNI não se demostra a minha espanholidade. Sem DNI não sou pessoa completa. Ergo, se não sou espanhol não sou uma pessoa completa. Com certeza levei as palavras ao extremo, mas é que resulta francamente engraçado e delirante o resultado.


Capa do livro Españois todos,
do galego Suso de Toro.


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................

01 março 2004

O que pudo ser e por sorte não foi


     Determinadas práticas publicitárias teriam de ter uns limites muito mais estritos, pois não é concibível que se permitam determinadas actuações que podam pôr em risco já não a integridade física dos protagonistas, mas -e polo caso que nos ocupa- o patromónio cultural do país.

     Na manhã do primeiro de março, o astro do futebol Ronaldo de Assis Moreira, mais conhecido por Ronaldinho, gravou um anúncio na compostelã Praça do Obradoiro. O genial brasileiro começou a fazer uma série de malabares com o esférico e subiu com o balão botanto na cabeça as escaleiras catedralícias. Lá ensaiou uma série de tesoiras com o esférico e, às exigências do director de "mais potência!", o brasileiro rematou por enviar numa das suas acrobacias o esférico contra a vidreira que mira o Obradoiro, escachando assim um dos seus vidros.




     Afortunadamente essa vidreira não tinha nengum valor histórico, pois não era a original, mas uma cópia que por apenas um euro será restaurada. Porém, apesar de não se produzir nengum dano ao património, alguém teria de saber que com determinadas cousas não se deve jogar, e que embora desta não temos nada a lamentar, a 'anedota' -como alguns meios a qualificam- bem poderia ter derivado em lamentável acidente noutras circunstâncias. Sentidinho, sentidinho!


........................................................
www.PENSAGZ.cjb.net
......................................................